ÓLEO DE CANOLA

ÓLEO DE CANOLA

OUTRAS DENOMINAÇÕES: Óleo de Colza, Óleo Canadense.
FAMÍLIA DA PLANTA: Crucifera.

FAMILIA DA PLANTA: Crucifera.

NOME BOTÂNICO DA PLANTA: Brassica campestris, Brassica napus.

DENOMINAÇÕES ESTRANGEIRAS: Rapeseed Oil, Colza, Kohlsaat, Canadian Oil, Polish Canola, Argentine Canola.

CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS:

ÍNDICES UNIDADES VALORES DE REFERÊNCIA
Peso Específico (20°C) g/cm³ 0,914 - 0,920
Iodo g I2/100g 110 - 126
Saponificação mg KOH/g 182 - 193
Matéria Insaponificável % ≤ 2,0

Valores de Referência: Physical and Chemical Characteristics of Oils, Fats, and Waxes - AOCS.



botao-ficha-tecnica

A Canola foi obtida através do melhoramento genético feito na Colza que apresenta em sua composição compostos tóxicos que inviabilizavam seu uso para fins alimentícios. O nome CANOLA vem do nome em inglês CANadian Oil Low Acid e só foi obtida em 1987.

O Óleo de Canola quando comparado aos óleos de girassol, soja e milho é o mais rico em gorduras insaturadas, que ajudam a equilibrar o excesso de colesterol e apresenta menor índice de gorduras saturadas, consideradas as maiores inimigas do coração.

O Óleo de Canola apresenta tendência mundial de aumento no consumo, seguindo o exemplo dos Estados Unidos onde houve um aumento de 20% no mercado.

O Óleo de Canola pode ser utilizado para várias finalidades: alimentícia, cosmética, farmacêutica, ração animal, veterinário, industrial, entre outras.

Para podermos aumentar a participação do Óleo de Canola no mercado, precisamos incentivar a plantação e diminuir os custos de produção, pois o Óleo de Canola é muito saudável e merece ganhar mais espaço em nossas vidas.